Biomedicina


O Curso de Graduação em Biomedicina

“Um cientista que também é um ser humano, não deve descansar enquanto o conhecimento que pode reduzir o sofrimento repousa em uma estante”. Albert Sabin

 

1. A importância do Biomédico

       

           O biomédico tem um respeitado histórico de luta em favor do bem-estar da população, a serviço da saúde e da ciência, contribuindo para uma melhor expectativa de vida da sociedade. O ramo de atividade profissional é amplamente diversificado, que visa também facilitar a atuação de novos biomédicos e sensibilizar a sociedade sobre a real importância da Biomedicina no contexto da saúde do país, ao mesmo tempo em que persegue a conquista e adoção de políticas públicas de saúde que tenham como objetivo alcançar a sociedade brasileira em todos os seus segmentos.

        O biomédico é o suporte que a saúde pública necessita para trabalhar sempre com mais segurança no campo da descoberta científica, prevenção, tratamento e diagnóstico de determinadas patologias que acercam a humanidade.

 

2. Mercado de trabalho

         A biomedicina é uma carreira ampla e com mercado de trabalho diversificado: possui 33 áreas de atuação autorizadas pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM), sendo que as duas principais são docência/pesquisa e os laboratórios de análises clínicas -que concentram cerca de 90% dos formados.

           Outras áreas de atuação são: bancos de sangue, onde o biomédico realiza todas as tarefas, com exceção da transfusão; análises ambientais, onde ele faz análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente; indústrias, para trabalhar com soros, vacinas e reagentes; imagenologia, onde o profissional atua na área de raio-X, ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética; DNA, na qual realiza exames laboratoriais envolvendo DNA e assume a responsabilidade técnica dos laudos.

 

3. Identificação do Curso

Autorização: Portaria SERES/MEC 564 de 27/09/2016

Modalidade:  Presencial

Titulação: Bacharel em Biomedicina

Turno de oferta: Noturno

Vagas oferecidas: 100 vagas anuais

Regime de matrícula: Semestral

Integralização curricular tempo mínimo: Quatro anos

Integralização curricular tempo máximo: Sete anos

Carga Horária Total: 3.948 horas/aula – 3.290 horas/relógio

Matriz Curricular – Clique aqui

 

4. O Perfil do Egresso

       Em conformidade com  RESOLUÇÃO CNE/CES 2, de 18 DE fevereiro de 2003, o Curso de Graduação de Biomedicina tem como perfil do formando egresso/profissional o Biomédico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual. Capacitado ao exercício de atividades referentes às análises clínicas, citologia oncótica, análises hematológicas, análises moleculares, produção e análise de bioderivados, análises bromatológicas, análises ambientais, bioengenharia e análise por imagem, pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade.

 

5. Competências e Habilidades Gerais

      O Curso de Biomedicina  tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício das seguintes competências e habilidades gerais:

I – Atenção à saúde: os profissionais de saúde, dentro de seu âmbito profissional, devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo. Cada profissional deve assegurar que sua prática seja realizada de forma integrada e continua com as demais instâncias do sistema de saúde. Sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da sociedade e de procurar soluções para os mesmos. Os profissionais devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde, tanto em nível individual como coletivo;

II – Tomada de decisões: o trabalho dos profissionais de saúde deve estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Para este fim, os mesmos devem possuir competências e habilidades para avaliar, sistematizare decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

III – Comunicação: os profissionais de saúde devem ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral. A comunicação envolve comunicação verbal, não verbal e habilidades de escrita e leitura; o domínio de, pelo menos, uma língua estrangeira e de tecnologias de comunicação e informação;

IV – Liderança: no trabalho em equipe multiprofissional, os profissionais de saúde deverão estar aptos a assumirem posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade. A liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões,comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;

V – Administração e gerenciamento: os profissionais devem estar aptos a tomar iniciativas, fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a serem empreendedores, gestores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde;

VI – Educação permanente: os profissionais devem ser capazes de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática. Desta forma, os profissionais de saúde devem aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a sua educação e o treinamento/estágios das futuras gerações de profissionais, mas proporcionando condições para que haja beneficio mútuo entre os futuros profissionais e os profissionais dos serviços, inclusive, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acadêmico/profissional, a formação e a cooperação através de redes nacionais e internacionais.

 

6. Competências e Habilidades Específicas 

     A formação do biomédico tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício com seguintes competências e habilidades específicas:

1. respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício profissional;

2. atuar em todos os níveis de atenção à saúde, integrando-se em programas de promoção, manutenção, prevenção e recuperação da saúde, sensibilizados e comprometidos com o ser humano, respeitando-o e valorizando-o;

  • atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente e transdisciplinarmente com extrema produtividade na promoção da saúde baseado na convicção científica, de cidadania e de ética;

3. reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;
4. contribuir para a manutenção da saúde, bem estar e qualidade de vida das pessoas, famílias e comunidade, considerando suas circunstâncias éticas, políticas, sociais, econômicas, ambientais e biológicas;
5. exercer sua profissão articulada ao contexto social,entendendo-a como uma forma de participação e contribuição social;

  • emitir laudos, pareceres, atestados e relatórios;
  • conhecer métodos e técnicas de investigação e elaboração de trabalhos acadêmicos e científicos;

6. realizar, interpretar, emitir laudos e pareceres e responsabilizar-se tecnicamente por análises clínico-laboratoriais, incluindo os exames;
7. hematológicos, citológicos, citopatológicos e histoquímicos, biologia molecular, bem como análises toxicológicas, dentro dos padrões de qualidade e normas de segurança;
8. realizar procedimentos relacionados à coleta de material para fins de análises laboratoriais e toxicológicas;

  • atuar na pesquisa e desenvolvimento, seleção, produção e controle de qualidade de produtos obtidos por biotecnologia;
  • realizar análises fisico-químicas e microbiológicas de interesse
  • para o meio ambiente, incluídas as análises de água, ar e esgoto;

9. atuar na pesquisa e desenvolvimento, produção e controle de qualidade de hemocomponentes e hemoderivados, incluindo realização, interpretação de exames e responsabilidade técnica de serviços de hemoterapia;

  • exercer atenção individual e coletiva na área das análises clínicas e toxicológicas;
  • gerenciar laboratórios de análises clínicas e toxicológicas;
  • atuar na seleção, desenvolvimento e controle de qualidade de metodologias, de reativos, reagentes e equipamentos;
  • avaliar e responder com senso crítico as informações que estão sendo oferecidas durante a graduação e no exercício profissional;

10. formar um raciocínio dinâmico, rápido e preciso na solução de problemas dentro de cada uma de suas habilitações específicas;

  • ser dotado de espírito crítico e responsabilidade que lhe permita uma atuação profissional consciente, dirigidapara a melhoria da qualidade de vida da população humana;
  • exercer, além das atividades técnicas pertinentes a profissão, o papel de educador, gerando e transmitindo novos conhecimentos para a formação de novos profissionais e para a sociedade como um todo.

REGULAMENTO TRABALHOS ACADÊMICOS

Nesta seção estão os horários de aula e das avaliações relativas ao semestre letivo.

Downloads

Sobre o Curso

O Curso de Graduação em Biomedicina

“Um cientista que também é um ser humano, não deve descansar enquanto o conhecimento que pode reduzir o sofrimento repousa em uma estante”. Albert Sabin

 

1. A importância do Biomédico

       

           O biomédico tem um respeitado histórico de luta em favor do bem-estar da população, a serviço da saúde e da ciência, contribuindo para uma melhor expectativa de vida da sociedade. O ramo de atividade profissional é amplamente diversificado, que visa também facilitar a atuação de novos biomédicos e sensibilizar a sociedade sobre a real importância da Biomedicina no contexto da saúde do país, ao mesmo tempo em que persegue a conquista e adoção de políticas públicas de saúde que tenham como objetivo alcançar a sociedade brasileira em todos os seus segmentos.

        O biomédico é o suporte que a saúde pública necessita para trabalhar sempre com mais segurança no campo da descoberta científica, prevenção, tratamento e diagnóstico de determinadas patologias que acercam a humanidade.

 

2. Mercado de trabalho

         A biomedicina é uma carreira ampla e com mercado de trabalho diversificado: possui 33 áreas de atuação autorizadas pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM), sendo que as duas principais são docência/pesquisa e os laboratórios de análises clínicas -que concentram cerca de 90% dos formados.

           Outras áreas de atuação são: bancos de sangue, onde o biomédico realiza todas as tarefas, com exceção da transfusão; análises ambientais, onde ele faz análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente; indústrias, para trabalhar com soros, vacinas e reagentes; imagenologia, onde o profissional atua na área de raio-X, ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética; DNA, na qual realiza exames laboratoriais envolvendo DNA e assume a responsabilidade técnica dos laudos.

 

3. Identificação do Curso

Autorização: Portaria SERES/MEC 564 de 27/09/2016

Modalidade:  Presencial

Titulação: Bacharel em Biomedicina

Turno de oferta: Noturno

Vagas oferecidas: 100 vagas anuais

Regime de matrícula: Semestral

Integralização curricular tempo mínimo: Quatro anos

Integralização curricular tempo máximo: Sete anos

Carga Horária Total: 3.948 horas/aula – 3.290 horas/relógio

Matriz Curricular – Clique aqui

 

4. O Perfil do Egresso

       Em conformidade com  RESOLUÇÃO CNE/CES 2, de 18 DE fevereiro de 2003, o Curso de Graduação de Biomedicina tem como perfil do formando egresso/profissional o Biomédico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual. Capacitado ao exercício de atividades referentes às análises clínicas, citologia oncótica, análises hematológicas, análises moleculares, produção e análise de bioderivados, análises bromatológicas, análises ambientais, bioengenharia e análise por imagem, pautado em princípios éticos e na compreensão da realidade social, cultural e econômica do seu meio, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefício da sociedade.

 

5. Competências e Habilidades Gerais

      O Curso de Biomedicina  tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício das seguintes competências e habilidades gerais:

I – Atenção à saúde: os profissionais de saúde, dentro de seu âmbito profissional, devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo. Cada profissional deve assegurar que sua prática seja realizada de forma integrada e continua com as demais instâncias do sistema de saúde. Sendo capaz de pensar criticamente, de analisar os problemas da sociedade e de procurar soluções para os mesmos. Os profissionais devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde, tanto em nível individual como coletivo;

II – Tomada de decisões: o trabalho dos profissionais de saúde deve estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Para este fim, os mesmos devem possuir competências e habilidades para avaliar, sistematizare decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas;

III – Comunicação: os profissionais de saúde devem ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral. A comunicação envolve comunicação verbal, não verbal e habilidades de escrita e leitura; o domínio de, pelo menos, uma língua estrangeira e de tecnologias de comunicação e informação;

IV – Liderança: no trabalho em equipe multiprofissional, os profissionais de saúde deverão estar aptos a assumirem posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade. A liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões,comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;

V – Administração e gerenciamento: os profissionais devem estar aptos a tomar iniciativas, fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a serem empreendedores, gestores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde;

VI – Educação permanente: os profissionais devem ser capazes de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática. Desta forma, os profissionais de saúde devem aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a sua educação e o treinamento/estágios das futuras gerações de profissionais, mas proporcionando condições para que haja beneficio mútuo entre os futuros profissionais e os profissionais dos serviços, inclusive, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acadêmico/profissional, a formação e a cooperação através de redes nacionais e internacionais.

 

6. Competências e Habilidades Específicas 

     A formação do biomédico tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício com seguintes competências e habilidades específicas:

1. respeitar os princípios éticos inerentes ao exercício profissional;

2. atuar em todos os níveis de atenção à saúde, integrando-se em programas de promoção, manutenção, prevenção e recuperação da saúde, sensibilizados e comprometidos com o ser humano, respeitando-o e valorizando-o;

  • atuar multiprofissionalmente, interdisciplinarmente e transdisciplinarmente com extrema produtividade na promoção da saúde baseado na convicção científica, de cidadania e de ética;

3. reconhecer a saúde como direito e condições dignas de vida e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema;
4. contribuir para a manutenção da saúde, bem estar e qualidade de vida das pessoas, famílias e comunidade, considerando suas circunstâncias éticas, políticas, sociais, econômicas, ambientais e biológicas;
5. exercer sua profissão articulada ao contexto social,entendendo-a como uma forma de participação e contribuição social;

  • emitir laudos, pareceres, atestados e relatórios;
  • conhecer métodos e técnicas de investigação e elaboração de trabalhos acadêmicos e científicos;

6. realizar, interpretar, emitir laudos e pareceres e responsabilizar-se tecnicamente por análises clínico-laboratoriais, incluindo os exames;
7. hematológicos, citológicos, citopatológicos e histoquímicos, biologia molecular, bem como análises toxicológicas, dentro dos padrões de qualidade e normas de segurança;
8. realizar procedimentos relacionados à coleta de material para fins de análises laboratoriais e toxicológicas;

  • atuar na pesquisa e desenvolvimento, seleção, produção e controle de qualidade de produtos obtidos por biotecnologia;
  • realizar análises fisico-químicas e microbiológicas de interesse
  • para o meio ambiente, incluídas as análises de água, ar e esgoto;

9. atuar na pesquisa e desenvolvimento, produção e controle de qualidade de hemocomponentes e hemoderivados, incluindo realização, interpretação de exames e responsabilidade técnica de serviços de hemoterapia;

  • exercer atenção individual e coletiva na área das análises clínicas e toxicológicas;
  • gerenciar laboratórios de análises clínicas e toxicológicas;
  • atuar na seleção, desenvolvimento e controle de qualidade de metodologias, de reativos, reagentes e equipamentos;
  • avaliar e responder com senso crítico as informações que estão sendo oferecidas durante a graduação e no exercício profissional;

10. formar um raciocínio dinâmico, rápido e preciso na solução de problemas dentro de cada uma de suas habilitações específicas;

  • ser dotado de espírito crítico e responsabilidade que lhe permita uma atuação profissional consciente, dirigidapara a melhoria da qualidade de vida da população humana;
  • exercer, além das atividades técnicas pertinentes a profissão, o papel de educador, gerando e transmitindo novos conhecimentos para a formação de novos profissionais e para a sociedade como um todo.
Regulamentos

REGULAMENTO TRABALHOS ACADÊMICOS

Horários

Nesta seção estão os horários de aula e das avaliações relativas ao semestre letivo.

Downloads